Bons ventos: expansão da energia eólica no Brasil

Com uma dependência histórica na produção de eletricidade por meio de hidrelétrica (predominante e prioritária) e termelétrica, operando, basicamente nas baixas da primeira fonte citada, o cenário brasileiro demonstra a necessidade de diversificação da matriz energética e expansão da energia eólica no País, principalmente para não ficar suscetível a crises no Setor e gerar menos impactos ao meio ambiente.

Uma consequência disso, é o espaço que a energia eólica está ganhando e a atenção que vem chamando dos investidores para o Brasil. Com uma capacidade invejável, nossos bons ventos trazem ótimas notícias para o futuro da energia renovável.

Hoje, a energia eólica no Brasil deixou de ser uma fonte alternativa e passou a ser a terceira fonte da matriz elétrica do País, com cerca de 9% de participação. A previsão é de que ainda este ano (2019) seja a 2° fonte.

Os advogados e especialistas em Energia, Tiago Lobão e Valéria Rosa, do Leite, Tosto e Barros, trazem alguns pontos interessantes e importantes dessa mudança no Setor.

 

Cadastre-se e fique atualizado

Seu e-mail está seguro. Somos totalmente contra SPAM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *